Di María rasgou carta do Real Madrid para jogar final do Mundial'2014

Argentino estava lesionado mas ignorou recomendação do clube

• Foto: EPA

Ángel Di María revelou que rasgou uma carta do Real Madrid para disputar a final do Mundial'2014, contra a Alemanha. Os merengues queriam que o argentino, atualmente no PSG, não agravasse uma lesão mas Di María escolheu o seu caminho.

"Só três pessoas sabem a verdade. É o médico Daniel Martínez, Alejandro Sabella [selecionador na altura] e eu. Vinha com uma lesão desde o jogo contra a Bélgica [quartos-de-final]. A perna não estava bem, mas queria jogar. Não me importava se não voltasse a jogar futebol. Era uma das coisas que me tinham dito que podia acontecer. Mas era a minha final", disse o ex-benfiqista, de 32 anos, à 'Telefe'.

Havia uma preocupação em específico dos merengues, de acordo com o jogador. O clube espanhol queria vender o argentino, que acabou mesmo por sair nesse ano para o Manchester United. "Eu sabia que queriam vender-me. E então, chegou a carta. Não quis sequer olhar para ela e rasguei-a", disse.

Di María foi um dos jogadores em destaque pela Argentina no Mundial do Brasil, mas a Alemanha acabou por vencer a final por 1-0.

Noutro âmbito, o extremo, que está em França, mostrou-se alarmado devido à pandemia Covid-19. "O que estamos a viver é algo louco. Estamos fechados há 14 dias, desde que o presidente de França decretou quarentena obrigatória. Estamos há mais dois dias por pedido do clube. Saímos uma vez para ir ao supermercado. Tento não fazer muitas coisas, até pelas minhas filhas para que não sejam contagiadas", referiu.

Por Rafael Soares
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0