Record

Divulgadas gravações áudio do assassino do jogador do São Paulo após o crime

Homem que viria a confessar o homicídio diz a um amigo de Daniel Corrêa não fazer ideia do que aconteceu

O casal Brittes
Daniel Corrêa
O casal Brittes
Daniel Corrêa
O casal Brittes
Daniel Corrêa
Edison Brittes Júnior confessou ter assassinado Daniel Corrêa por alegadamente o jogador ter tentado violar a sua mulher, mas antes de ser preso e confessar o crime o empresário teve uma conversa com um amigo do jogador em que mostrou preocupação pelo seu desaparecimento. O site brasileiro UOL divulgou o áudio da conversa.

Daniel Corrêa esteve na festa de aniversário da filha de Edison Brittes Júnior e o assassinato teria acontecido depois. O corpo do jogador - que partilhou no WhatsApp fotos na cama com a mulher do empresário - foi encontrado no mato, parcialmente degolado e sem os genitais.

"Ela [a filha] é tão amiga dele que ele veio de longe só para a sua festa de aniversário. Era uma pessoa muito querida por todos nós", disse o suspeito, antes de confessar o crime, adiantando que a filha, Allana, estaria em estado de choque. "A minha filhinha está desesperada, está em choque. Meu Deus, tive até que dar-lhe um calmante."

E a conversa prosseguiu, sempre no mesmo tom lamurioso. "Não sabemos o que aconteceu, só sabemos que ele foi embora. Você viu o tamanho do terreno aqui em minha casa. Nós estávamos no fundo da casa, ele saiu a pé, não sabemos com quem; o portão estava aberto porque ia chegar mais gente. Nós também estamos desesperados", contou Edison.

O empresário fez sempre questão de frisar na conversa com o amigo do jogador do São Paulo, que estava emprestado ao São Bento, que Daniel estava embriagado. "Ele estava muito bêbado, estava louco, muito bêbado. Não conseguia segurar-se em pé."

Edison contou que Daniel chegou a sua casa para a festa da filha na companhia de duas raparigas e de um rapaz. Todos começaram a beber e Daniel teria passado grande parte do tempo a mexer no telemóvel. Depois, a filha foi dormir com uma das amigas que chegaram com o jogador e Daniel teria saído. "Ele era maior e vacinado, não ia perguntar-lhe como ia embora. Ele foi. Mas que tragédia. É triste, muito triste. Se houver alguma coisa que possamos fazer para ajudar...", refere, pedindo depois para ser informado do desenrolar das investigações. 

Mais tarde Edison Brittes Júnior, a mulher e a filha foram presos. O empresário confessou o crime e justificou-o com o facto de Daniel, de 24 anos, alegadamente ter tentado violar a sua mulher.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

M