Entenda o Fair Play Financeiro e as sanções aplicadas a quem o desrespeita

O que dizem as regras do organismo que tutela o futebol europeu

O Fair Play Financeiro é um conjunto de medidas da UEFA que visa manter as contas dos clubes europeus em níveis saudáveis. Por outras palavras, o objetivo é que os emblemas não gastem mais do que ganham.

As normas nasceram em 2010 e foram sendo aprimoradas até chegarem à versão atual. Dezenas de clubes já foram punidos pela UEFA, com sanções que vão desde uma simples advertência até à desqualificação nas provas europeias.

O que diz o Fair Play Financeiro

- Num período de avaliação de três anos, um clube pode apenas gastar até mais de 5 milhões do que aquilo que ganha. No fundo, ter um saldo negativo de 5 milhões de euros, contabilizando as últimas três temporadas.

- Este limite só pode ser ultrapassado caso a quantia esteja coberta por uma contribuição ou pagamento por parte do dono do clube ou entidade envolvida. Mesmo neste caso, há limites: 45 milhões de euros para períodos de avaliação 2013/14 e 2014/15; 30 milhões de euros para períodos de avaliação 2015/16, 2016/17 e 2017/18.

À parte

Nas contas do Fair Play Financeiro não entram as despesas com estádios, centros de treino e aposta na formação de jovens e no futebol feminino. O objetivo é não criar obstáculos ao desenvolvimento destas áreas.

Sanções

Há vários tipos de sanções previstas, mas não existe uma tabela para a sua aplicação. Cada caso é um caso e o juízo final estará dependente de vários fatores, como por exemplo a tendência das contas de um clube.

Assim, dois clubes que apresentem os mesmos números negativos podem ter sanções distintas.

Lista de sanções:

a) advertência
b) repreensão
c) multa
d) dedução de pontos
e) retenção das receitas de uma competição da UEFA
f) proibição de inscrição de novos jogadores nas competições da UEFA
g) restrição ao número de jogadores que um clube pode inscrever para a participação em competições da UEFA, incluindo um limite financeiro sobre o custo total das despesas com salários dos jogadores inscritos na lista principal (A) para a participação nas competições europeias
h) desqualificação das competições a decorrer e/ou exclusão de futuras competições
i) retirada de um título ou prémio

Por Luís Miroto Simões
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas