Escândalo Guarín aumenta de tom: na Colômbia fala-se mesmo em estupefacientes

Polícia e clube onde atua o jogador pronunciam-se sobre a situação de violência doméstica protagonizada pelo internacional colombiano

A carregar o vídeo ...
Ex-portista Fredy Guarín detido após episódio de violência doméstica

A Polícia colombiana revelou que foram os próprios pais de Fredy Guarín a chamar a polícia, para que expulsassem o próprio filho da sua casa na sequência das cenas de violência doméstica registadas esta quinta-feira.

"Ao chegar, os agentes depararam-se com atos de violência dentro da vivenda onde estava o filho [Guarín], numa cena de pancadaria com os pais, que pediram ajuda para que este indíviduo fosse levado dali", contou o diretor-geral da polícia, Jorge Luis Vargas Valencia, adiantando que o futebolista estava sob efeito de estupefacientes: "queremos chamar a atenção aos colombianos para o uso controlado de substâncias que podem gerar dependência..."

Guarín, atualmente no Millonarios - passou pelo FC Porto entre 2008 e 2012 - havia pedido autorização ao seu atual clube para ausentar-se por motivos pessoais, antes da rixa que protagonizou hoje. Na Colômbia diz-se que o centro-campista já nem voltará a representar este emblema e que deverá chegar a um acordo para sair. Ainda assim, o Millonarios disponibilizou-se para prestar toda a ajuda necessária.

"É com tristeza que lamentamos o que aconteceu. Todo o nosso apoio à família. Estaremos ao seu lado para que possa receber a ajuda profissional que o retire deste momento crítico", pode ler-se no comunicado.

Novas imagens da detenção de Guarín, completamente alterado: até um polícia empurrou

Por Record
24
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Assalto à profundidade

Marco Paixão já derrotou o Besiktas esta época e dá a receita ao ataque leonino. Cuidado com Pjanic...

Notícias

Notícias Mais Vistas