Evra: «Não tenho medo de dizer que pedi na rua para comer»

Antigo defesa recorda "infância dura" nas ruas de Paris

• Foto: Reuters

Já retirado do futebol, Patrice Evra pode orgulhar-se de uma longa carreira de sucesso, tanto em França como em Inglaterra, mas a verdade é que para lá chegar nem tudo foi um caminho fácil. Muito pelo contrário. Em declarações ao podcast do Manchester United, o antigo defesa francês, agora com 38 anos, lembrou uma "infância muito dura" e assumiu sem problemas que nesse período teve de pedir esmola nas ruas de Paris para ter de comer.

"Vou ser sincero. Tive uma infância muito dura, porque éramos tantos irmãos e irmãs... que não era fácil viver nas ruas. Estava em Paris, mas a viver na rua e às vezes não conseguia ter comida. Lembro-me que o meu irmão Dominique trabalhava no McDonalds e eu ia lá na pausa de almoço para que ele me pudesse dar algo de comer. Não tenho medo de dizer que pedi nas ruas em frente a lojas. As pessoas passavam e eu pedia-lhes se me podiam dar alguma coisa. Alguns davam, outros não, mas pedia só porque queria comprar uma sandes", começou por lembrar o francês.

"Foram períodos difíceis, mas felizes. Estava sempre feliz e senti-me sempre sortudo. Não mudava nada, porque foi assim que me tornei o homem que sou agora. Normalmente as pessoas só observam o resultado final, a superestrela na televisão, mas foi nas ruas que aprendi a ser forte. Especialmente depois do Mundial, onde fui capitão, já que muitos me culparam. Mas mantive-me forte, porque sei que nas ruas tinha passado por momentos bem mais difíceis do que ter a imprensa a falar de mim", assumiu.

Ainda assim, Evra deixa claro que não conta estes episódios para receber 'palmadinhas nas costas'. "Não sou uma vítima. Não me sinto triste por isso. Não quero que as pessoas sejam simpáticas comigo porque estou a dizer isto. Estou apenas a contar a minha verdadeira história. Quero apenas motivar os mais jovens para nunca desisterem aconteça o que acontecer. Se acreditas que podes ser alguém, se lutares por isso, vais conseguir", finalizou.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas