Ex-mulher de Maradona ataca advogado: «Estão a defender quem mantinha Diego sequestrado»

Claudia Villafañe diz que tentam fazer dela "a má da fita"

• Foto: EPA

Claudia Villafañe, ex-mulher de Diego Armando Maradona e mãe de Dalma e Gianinna, atacou esta terça-feira o antigo advogado de 'El Pibe', afirmando que Matías Morla manteve "sequestrado" o antigo campeão do Mundo pela Argentina.

"Querem fazer com que eu fique como a má da fita, mas a verdade é que eu não o sou e ele [D'Alessandro, advogado de Matías Morla] sabe-o. Estão a defender uma pessoa que mantinha Diego sequestrado. Não posso continuar a ouvir este tipo de barbaridades", atirou, em declarações citadas pela imprensa espanhola.

Apesar das 'brigas' judiciais, Claudia Villafañe assumiu ter uma boa relação com o seu antigo marido. "Estava com raiva num momento, mas depois se fosse preciso abraçava-me e dançava comigo, mas isso vocês não sabem. Sim, eu falava com Diego, embora não o tenhamos tornado público, e tínhamos processos judiciais envolvidos. Sabíamos separar as coisas muito bem", vincou.

Claudia Villafañe afirma ainda que Matías Morla tem sido "condenado socialmente" após a divulgação de uns áudios de Maximiliano Pomargo, assistente de Maradona, onde diz para que o ex-internacional não possa ser tratado pela filha Gianinna.

"Não deixes que a Gianinna o leve com ela embora. Tens de tratar disso. Se ele for para a casa dela, perdemo-lo. Porque o trabalho de todos depende disso. O trabalho de muitas pessoas depende de mim. Não te preocupes, eu hei-de conseguir sair dessa, há dinheiro para todos", terá alegadamente dito Pomargo, nos áudios divulgados.

"É deixar pagar quem tem de pagar e quem tem de ir para a prisão. Tem que haver um culpado de tudo isto", finalizou Claudia Villafañe.

Recorde-se que até ao momento são sete o número de pessoas que faziam parte da equipa médica pessoal de Diego Maradona e que estão a ser investigadas pela justiça por possível envolvimento na morte de 'El Pibe', são elas o neurocirurgião Leopoldo Luque, a psiquiatra Agustina Cosachov, o psicólogo Carlos Díaz, a médica Nancy Forlini, o coordenador de enfermeiros Mariano Perroni e os enfermeiros Ricardo Almirón e Dahiana Gisela Madrid.

Por Sérgio Magalhães
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.