Ex-selecionador turco pede 3,5 milhões de euros de indemnização

Fatih Terim considera o despedimento unilateral

• Foto: Getty Images

O antigo selecionador de futebol da turquia Fatih Terim pediu esta terça-feira uma indemnização de 3,5 milhões de euros à federação turca (TFF), uma vez que considera o despedimento unilateral.

Durante a primeira sessão em tribunal, os advogados de Terim pediram os 3,5 milhões de euros pela rescisão unilateral em 26 de julho, depois de se ter visto envolto numa polémica por agressão.

Em Esmirna, o antigo selecionador terá agredido o dono e vários funcionários de um restaurante.

Os advogados da TFF argumentam que o próprio Terim apresentou a demissão por causa do escândalo e não pediu nenhuma indemnização, mas terá mudado de ideias, aponta a cadeia noticiosa turca NTV.

Terim, considerado um dos grandes nomes do futebol turco, esteve à frente da seleção nacional por quatro vezes e cumpre atualmente o terceiro período como treinador do Galatasaray, por quem assinou na semana passada.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.