Fabio Cannavaro deixa o cargo de selecionador da China após dois jogos

Anunciou treinador na rede social chinesa Weibo

• Foto: reuteurs

O italiano Fabio Cannavaro demitiu-se do cargo de selecionador de futebol da China, ao fim de duas derrotas nos dois jogos realizados em casa, anunciou hoje o próprio treinador na rede social chinesa Weibo.

"Com todo o respeito devido, naturalmente, a este grande país que é a China, considero necessário anunciar a decisão de me demitir da minha posição de selecionador", escreveu o capitão que liderou a seleção italiana ao título mundial de 2006.

Para justificar a sua opção de deixar a seleção, Fabio Cannavaro, de 45 anos, refere ainda na Weibo, uma espécie de Twitter, que pretende concentrar-se totalmente na sua família e na orientação do clube chinês que representa, o Guangzhou Evergrande.

O antigo defesa do Real Madrid e da Juventus sucedeu em março ao seu compatriota e mentor Marcello Lippi, que o indicou, após este se ter demitido na sequência da derrota sofrida pela China (3-0, frente ao Irão de Carlos Queiroz), nos quartos de final da Taça de Ásia.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.