Fabio Capello: «Ronaldo era gordo mas foi um dos melhores que treinei»

Italiano não poupa elogios ao antigo craque brasileiro

Foram muitos os craques internacionais que Fabio Capello treinou ao longo da sua extensa carreira e, na hora de destacar o 'melhor dos melhores', a escolha até poderia ser difícil. Mas não foi.

"Os melhores jogadores com quem trabalhei? Marco Van Basten e Ronaldo, o brasileiro, claro. Mesmo que ele estivesse fora de forma no Real Madrid, tinha um toque de bola impressionante. Era gordo, mas foi um dos melhores que treinei", afirmou à rádio italiana Deejay o ex-selecionador de Rússia, Itália e Inglaterra e antigo treinador de emblemas como o Milan, Juventus e Real Madrid.

As polémicas declarações

Já esta semana, Fabio Capello, que trabalha atualmente como comentador desportivo na Sky Sport, gerou polémica com as  declarações que fez a respeito daqueles que considera serem os melhores jogadores de sempre.
 
"Na história do futebol, só existiram três génios da bola: Pelé, Maradona e Messi", começou por dizer o italiano, antes de justificar a sua escolha. "Obviamente, este é apenas o meu pensamento. Maradona e Messi não só conseguiram pensar em jogadas brilhantes como também conseguiram pô-las em prática. Juntamente com Pelé, foram e continuam a ser jogadores únicos e impressionantes", explicou.

As declarações têm tido grande repercussão em Itália, onde, apesar de Capello ser um reconhecido apoiante da Juventus, se têm gerado muitas críticas às afirmações do italiano após a sensacional exibição de Cristiano Ronaldo que deitou por terra as ambições do Atlético Madrid na Liga dos Campeões.

2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.