FIFA abre investigação aos cânticos racistas da Rússia a jogadores franceses

A menos de três meses do país receber o Mundial'2018.

• Foto: EPA

A FIFA abriu esta quarta-feira uma investigação depois de alguns futebolistas da seleção francesa terem sido vítimas de racismo por parte de adeptos da Rússia, a menos de três meses do país receber o Mundial'2018.

O jogo particular entre a Rússia e a França, disputado na terça-feira e que terminou com uma vitória francesa por 3-1, foi marcado por vários cânticos racistas, entoados quando os jogadores negros da formação visitante tocavam na bola, e em particular quando Paul Pogba fez o segundo golo.

A organização de combate ao racismo pediu esta quarta-feira à FIFA que fossem iniciados "procedimentos" que responsabilizassem a Rússia pelos atos discriminatórios.

O organismo disse que vai investigar o caso e que se encontra em fase de recolha de provas.

"Vamos analisar os diferentes relatórios do jogo e eventuais provas relativamente aos incidentes discriminatórios relatados nos meios de comunicação", afirmou a FIFA em comunicado.

Este é o terceiro caso de racismo em São Petersburgo só durante esta temporada, numa cidade que vai receber um dos jogos das meias-finais do Mundial'2018, que vai ser jogado na Rússia, com o Zenit a enfrentar processos da UEFA em duas ocasiões, em jogos da Liga Europa.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.