FIFA: Ali bin al Hussein alerta para possível violação das regras eleitorais

por parte do xeque Salman Bin Ebrahim Al Khalifa

• Foto: Reuters

O príncipe jordano Ali bin al Hussein, um dos candidatos às eleições da FIFA, denunciou este sábado uma possível violação das regras eleitorais por parte do xeque Salman Bin Ebrahim Al Khalifa, do Bahrain.

De acordo com o candidato derrotado por Joseph Blatter nas eleições do ano passado, o acordo entre a Confederação Africana de Futebol (CAF) e a sua congénere asiática, liderada pelo xeque Salman, para a realização de torneios e programas de desenvolvimento técnico pode ser uma forma de combinar um voto em bloco.

"Sempre promovi acordos inter-regionais. Contudo o momento deste entendimento entre a AFC e a CAF parece um óbvio acordo para arquitetar um voto em bloco", referiu o príncipe Ali.

O antigo vice-secretário-geral da FIFA Jérôme Champagne, o secretário-geral da UEFA Gianni Infantino, o empresário sul-africano Tokyo Sexwale, o príncipe jordano Ali bin al Hussein e o presidente da Confederação Asiática, xeque Salman Bin Ebrahim Al Khalifa, são os candidatos a suceder a Joseph Blatter.

Pela Confederação Africana de Futebol votam 54 federações, mais uma que a UEFA. Pela Ásia votam 46, pela CONCACAF (América do Norte, Central e Caraíbas) 35, Oceânia 11 e América do Sul 10.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0