FIFA entrega à justiça suíça inquérito interno sobre escândalo de corrupção

Processo levou à expulsão de Joseph Blatter e de Michel Platini

Gianni Infantino, presidente da FIFA
• Foto: Reuters

A FIFA informou esta quinta-feira que entregou à justiça suíça as conclusões do inquérito interno, aberto na sequência do escândalo de corrupção que abalou o organismo regulador do futebol mundial.

Sem revelar qualquer detalhe sobre o conteúdo, a FIFA esclareceu que os 22 meses de investigação resultaram num "relatório com 1.300 páginas", que foi enviado às autoridades judiciais da Suíça, país onde está localizada a sua sede, em Zurique.

Uma fonte próxima do processo revelou à AFP que o relatório "contém inúmeros e-mails, contratos e muita informação que será útil às autoridades", tanto suíças como norte-americanas, que também estão a investigar o caso.

A FIFA iniciou o inquérito interno em junho de 2015, um mês após a polícia suíça ter detido sete altos dirigentes do organismo, acionando o maior escândalo de corrupção na história do futebol, que levou à suspensão por seis anos do seu presidente, Joseph Blatter, e do presidente da UEFA, Michel Platini.

Por Lusa
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.