Funcionários da Federação Nigeriana de Futebol acusados de desviar 8,2 milhões

Dinheiro proveniente da FIFA era para ajudar a desenvolver futebol no país

Três funcionários da Federação Nigeriana de Futebol (NFF) foram esta quinta-feira acusados de desviar cerca de 8,2 milhões de euros de subvenções da FIFA para uso pessoal, informou a agência anticorrupção do país.

Christopher Andekin (diretor de administração e finanças da NFF), Jafaru Fadanari Mamza (chefe do departamento de finanças e contabilidade) e Rajan Zaka (diretor financeiro) terão desviado dinheiro em 2015, segundo uma investigação da Comissão de Crimes Económicos e Financeiros (EFCC), divulgada num comunicado na passada terça-feira.

"O dinheiro era uma verba da FIFA e deveria ser usado para o desenvolvimento do futebol na Nigéria", revelou o documento.

O julgamento vai ser realizado em 28 de novembro, disse o advogado da EFCC, Steve Odiase.

O porta-voz do tribunal, Wilson Uwujaren, referiu à Agência France-Presse (AFP) que os réus se declararam inocentes e que foram libertados sob fiança de cinco milhões de nairas (11.948 euros).

A NFF foi abalada por escândalos nos últimos meses, como as batalhas internas para a presidência da organização ou o envolvimento do governo nigeriano neste caso.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas