Grémio junta-se ao Lanús na final da Taça dos Libertadores

Apesar da derrota frente ao Barcelona do Equador por 1-0

• Foto: Reuters

Os brasileiros do Grémio juntaram-se quarta-feira aos argentinos do Lanús na final da Taça dos Libertadores, apesar do desaire por 1-0 na receção ao Barcelona do Equador, na segunda mão das meias-finais.

Um golo do uruguaio Jonatan Álvez, aos 33 minutos, foi insuficiente para os equatorianos fazerem perigar o triunfo do conjunto canarinho, que controlou sem problemas a vantagem de 3-0 conseguida fora no primeiro encontro da eliminatória.

O Grémio, vencedor da prova em 1983 e 1995, vai disputar a sua quinta final da Taça dos Libertadores com o Lanús, que, na terça-feira, superou os compatriotas do River Plate, vencendo por um total de 4-3, depois de ter estado a perder por 3-0.

O River Plate venceu em casa por 1-0 e, na segunda mão, chegou rapidamente a 2-0, com um penálti de Ignacio Scocco, aos 18 minutos, e um tento de Gonzalo Montiel, aos 23.

Em cima do intervalo, aos 45+1 minutos, Jose Sand reduziu e, aos 46, o mesmo jogador empatou o jogo, com Lautaro Acosta a fazer o 3-2, aos 62', e Alejandro Silva a virar a eliminatória aos 69', numa grande penalidade validada pelo estreante vídeoárbitro.

O árbitro colombiano Wílmar Roldán recorreu-se do VAR para assinalar o castigo máximo que decidiu a eliminatória, com o River Plate a queixar-se que não fez o mesmo na primeira parte, numa mão na área do Lanús, quando os forasteiros venciam por 2-0.

Os jogos da final da Taça dos Libertadores estão marcados para 21 e 28 de novembro, com primeira mão no Brasil e segunda na Argentina.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas