Holanda: Jogador tira camisola para homenagear Chapecoense e árbitro finge que não vê

Nathan era amigo de vários jogadores que faleceram no acidente da Lamia

• Foto: Facebook Vitesse

Foram muitas as homenagens à Chapecoense este fim de semana e na Holanda houve um árbitro que fechou os olhos a uma regra para não estragar o momento. 

Nathan, avançado brasileiro do Vitesse, marcou um dos golos da vitória (3-1) da sua equipa frente ao Zwolle. Após marcar, o ex-jogador do Atlético Paranaense, tirou a camisola de forma a homenagear as vítimas do voo da Lamia, onde seguia a equipa da Chapecoense, e não foi castigado. 

"Naquela circunstância teria que dar o amarelo, vi que ele tirou a camisola. Mas estava ciente de tudo o que tinha acontecido, ele perdeu amigos naquele terrível acidente, por isso fingi que não vi. Decidi virar-me e ir para o outro lado do campo. Foi um acontecimento tão terrível, e é tão especial para o jogador que marca um golo poder homenagear os seus amigos. Acho que foi a melhor decisão que poderia ter", explicou o árbitro Jochem Kamphuis ao jornal 'Telegraaf'.

Decisão diferente daquela que os árbitros tiveram com o brasileiro Andreas Pereira, do Granada, e também com o internacional uruguaio Cavani, do PSG.





Por Marta Correia Azevedo
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0