João Almeida à conquista do Bahrain

Chegou ao país há dois anos para ser selecionador de futebol de praia e futsal

• Foto: DR

A 25 de junho de 2014, em conversa com Record, João Almeida mostrava ambição com o novo desafio que começara no Bahrain. Uma aventura como selecionador de futebol praia e de futsal que, volvidos agora dois anos, considera estar a ser uma boa aposta.  

"Quando cheguei, depois de fazer uma análise nas duas modalidades, montei um projeto que permitisse ultrapassar as lacunas e evoluir nos diferentes estágios em que estavam as duas modalidades. No futebol de praia havia matéria-prima, mas os jogadores necessitavam de novos desafios e a selecção tinha uma média de idades avançada. Como tal alargou-se o leque de opções, com observações em diferentes zonas do país e em diferentes torneios que se foram realizando para encontrar jogadores novos e mais jovens", começou por contar esta quinta-feira a Record.

Procura de novos talentos que levou a que "oito novos jogadores fizessem a estreia", mas "há ainda muitos mais que ainda não se estrearam, mas que têm feito parte dos trabalhos da seleção".

"A par desta renovação, avançou-se com a remodelação dos campos de treinos e balneários da equipa de futebol de praia, para oferecer melhores condições de trabalho e aumentar os índices de motivação", contou.

Agora, e passados dois anos do início desta aventura, João Almeida não tem dúvidas: "Objetivos cumpridos? Claro que sim. Os objetivos propostos foram alcançados e neste momento temos uma seleção mais jovem e mais forte, tendo subido quase 20 lugares no ranking FIFA".

Como selecionador da equipa de futebol de praia, o jovem treinador português terá agora duas competições que vão servir como teste de fogo a todo o desenvolvimento que tem sido implementado.

"Estamos a preparar a participação na Asian Continental Cup na China de 23 a 25 de agosto e que conta com as 8 melhores seleções Asiáticas (excepto os Emirados Arabes Unidos) e posteriormente teremos os Asian Beach Games no Vietname de 22 de setembro a 2 de outubro".

No que toca ao futsal os objetivos eram bem diferentes. "Principalmente passava por formar treinadores e jogadores para o futuro, lançando as bases. Depois disso iniciámos agora o novo campeonato nacional, que já é oficializado pela AFC num regime de casa e fora e a caminho de uma profissionalização", revelou.

Mas o trabalho de João Almeida não fica apenas por aqui. Nas escolas já foi implementado o projecto para que a formação comece desde bem cedo.

"Agora que todos estes passos foram tomados, foi iniciado um projecto junto das escolas públicas que inclui formação de professores de educação física, para darem 18 horas de futsal anual, torneio inter-escolas sub-17 e sub-14, visitas de jogadores da selecção nacional a variadas escolas para promover a modalidade", afirmou.

Dois anos de "muito trabalho", mas com "a devida recompensa". João Almeida prepara o futuro do futsal e do futebol praia no Bahrain, enquanto em Portugal as portas não se abrirem.

Por André Ferreira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.