Koeman comenta renúncia de Bas Dost: «Ainda havia um papel para ele na seleção»

Técnico sublinha que o jogador do Sporting "já tinha esse pensamento há algum tempo"

• Foto: Vítor Chi

Ronald Koeman lamentou a renúncia de Bas Dost à seleção holandesa, dizendo que o ponta-de-lança do Sporting teria lugar na laranja mecânica.

"Bas falou comigo pessoalmente, acho que isso é bom. Lamento que ele queira parar, certamente ainda havia um papel para ele na equipa nacional", disse Ronald Koeman em declaração ao jornal holandês AD, o mesmo ao qual o avançado leonino anunciou a decisão.

Koeman lembrou que, quando assumiu a seleção, há pouco mais de dois meses, disse que gostaria de utilizar Bas Dost nos primeiros jogos. O treinador garantiu ainda que vai respeitar a decisão de Bas Dost e que percebe que o jogador tem "essa sensação há algum tempo".

Depois de se estrear em 2015 pela Holanda, Dost alinhou em 18 jogos pela equipa principal do seu país, com apenas um golo marcado, numa vitória sobre o País de Gales (3-2), num particular.

Segundo o antigo jogador de Wolfsburgo e Heerenveen, a decisão foi "discutida com pessoas próximas" e, tendo sido já "pensada há bastante tempo", é final, mesmo que seja "difícil de perceber porque é que nunca resultou".

O avançado chegou ao Sporting em 2016, proveniente dos alemães do Wolfsburgo, e desde então apontou 68 golos em 84 jogos oficiais pelos leões, incluindo 59 tentos em 57 jogos na I Liga.

1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.