Luquinhas: «Há quatro anos estava na quarta divisão portuguesa e agora sou campeão polaco»

Extremo em ascensão começou no Vilafranquense e espera chegar ainda mais longe na carreira

RECORD - Qual é o balanço da passagem pela Polónia?

LUQUINHAS – Estou muito contente com a caminhada que estou a fazer no Legia Varsóvia. Realmente não esperava que fosse assim o meu primeiro ano, esperava que fosse um ano de adaptação face ao frio e à língua. Surpreendi-me a mim mesmo. Na primeira época fiz 45 jogos, a maioria foi a titular. Fui campeão pelo Legia. Foi um ano espetacular e nem eu esperava isso tudo.

R- É o atual líder dos dribles da liga polaca. Significa que as coisas estão a ser feita de forma correta?

L – Acompanho o site da federação polaca que vai colocando números desses. Fico feliz em saber que sou mais driblador da competição. Comecei muito focado. Tem corrido tudo bem. Tal como na época passada, esta época o sucesso tem-se repetido.

R - Na última época fez cinco golos e 45 jogos oficiais. Tem algum objetivo para esta época a nível pessoal?

L – O objetivo é sempre fazer golo mas, por vezes, dá-se o caso de poder dar a bola ao lado e fazer assistência. Penso sempre primeiro na equipa. Se a equipa estiver bem, o meu rendimento pode ser melhor ainda. O meu objetivo é sempre superar esses números e acredito que o vou conseguir.

R - Esta época não começou como era esperado para o Legia e perderam já o acesso à Liga Europa e à Champions, e também perderam a Supertaça. Por que é que as coisas não têm corrido bem?

L – Nesta época, o nosso principal objetivo era poder entrar nas ligas europeias. Infelizmente não correu tão bem quanto a época passada. Temos muitos jogadores novos e não tivemos um pouco de sorte. Em todos os jogos das qualificações jogámos no nosso campo, apesar de não haver público, mas infelizmente corre tudo mal. Agora é pensar na próxima época.

R - O objetivo continua a ser revalidar o título de campeão na Polónia?

L – O objetivo é ser campeão. Não há dúvida.

R - Jogou com o Ferro e o Diogo Gonçalves que estão agora no plantel do Benfica. Quando jogaram juntos na equipa acreditava que tinham valor na equipa B para chegar à principal? 

L - Todos por que lá passam têm o sonho de jogar na equipa principal. Tive o prazer de jogar com eles [Diogo Gonçalves e Ferro] mas também com o João Félix, Rúben Dias, Jovic, entre outros. São jogadores com muita qualidade. Não é à toa que o Ferro e o Diogo estão na equipa principal. Cheguei ao Vilafranquense na quarta divisão de Portugal e agora estou no campeão da Polónia. Toda a gente sabe como são os distritais. Chegar ao maior clube de Portugal, ao Benfica, um clube com aquela estrutura toda, onde não falta nada… Aquilo é o sonho de qualquer miúdo que nasce e quer ser jogador. Dá para ver pelas vendas que o Benfica faz a partir dos jogadores da formação. O Seixal é uma grande escola mundial e agradeço lá ter aprendido muito. É um celeiro de jóias. Dali vão sair e saem muito bons jogadores.

R – Regressar a Portugal para jogar é uma possibilidade?

L – Com certeza. Tenho vontade de poder voltar a jogar em Portugal. A minha esposa é apaixonada por Portugal. Não é à toa que já fala que quando eu acabar a carreira quer morar em Portugal apesar de eu querer morar no Brasil (risos). Tenho a certeza que daqui por alguns anos haverá essa possibilidade de voltar a jogar em Portugal.

R – A ascensão foi rápida, depois de há quatro anos ainda jogar nos distritais. Imagina-se num clube grande europeu daqui por três anos?

L – Não consigo pensar nisso. Quando estava no Vilafranquense, se alguém me perguntasse que iria para o Benfica eu não imaginaria tal cenário. Acabei a jogar lá, tal como não imaginava jogar na Primeira Liga em Portugal e joguei no Aves. Agora estou no maior clube da Polónia e também não acreditava. Não consigo imaginar o futuro mas tudo é possível, as coisas acontecerão na hora certa. O futebol acontece da noite para o dia. Amanhã posso estar noutro sítio melhor.

Por Flávio Miguel Silva
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.