Massimo Carrera já não é treinador do Spartak Moscovo

Italiano despedido devido aos maus resultados

• Foto: Reuters

O Spartak de Moscovo, da primeira divisão russa, despediu o treinador italiano Massimo Carrera, devido aos resultados "insatisfatórios" obtidos nesta época e na anterior, anunciou esta segunda-feira o clube em comunicado.

Massimo Carrera, de 54 anos, levou a equipa à conquista do campeonato russo na sua primeira época, em 2016/17, mas não conseguiu manter os objetivos na temporada passada, na qual terminou na terceira posição.

"Os resultados da época passada foram considerados insatisfatórios, nenhum dos objetivos foi alcançado. Os resultados e as exibições da equipa nesta temporada mostram que não há tendência para melhorar", explicou o clube.

O Spartak ocupa o sétimo lugar da liga russa, a sete pontos do líder Zenit de São Petersburgo, e está no último lugar do seu grupo na Liga Europa, após falhar o acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões na terceira pré-eliminatória, diante do PAOK.

O treinador adjunto de Carrera, Raul Riancho, será o técnico interino do clube até a direção encontrar o sucessor do italiano.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.