Matías Suárez quer deixar Bruxelas

Face ao clima de terror que se vive

• Foto: Getty Images

Os horríveis atentados em Bruxelas de segunda-feira ainda estão bem frescos na memória e até já há jogadores que equacionam a saída do país, devido à insegurança instalada na Bélgica. Matías Suárez, figura importante do histórico Anderlecht nos últimos oito anos, é um desses casos, revelando que deseja sair do país no final da temporada.

"Não estava em casa na altura dos atentados. Estava a dirigir-me para o treino matinal e ouvi no carro as notícias numa rádio espanhola. Fiquei com muito medo. Telefonei logo a perguntar se a minha filha estava bem e fui buscá-la imediatamente. Temi pela vida da minha família. Foi assustador", descreveu o jogador argentino, de 27 anos, que chegou à Bélgica em 2008. "Não é pelo país, que é incrível e com pessoas maravilhosas, mas já falei com o meu empresário para sair do Anderlecht em junho. A segurança da minha família está em primeiro lugar. Depois dos atentados em Paris, a vida mudou radicalmente. Há poucas pessoas nas ruas e nos centros comerciais. Vive-se com medo. Em conversa com os meus amigos já tínhamos falado que um incidente destes podia acontecer no futuro. É lamentável...", explicou o médio que, nesta temporada, contabiliza cinco golos em 23 jogos no campeonato. 

Por Diogo Jesus
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0