Mau comportamento dos adeptos deixa o futebol em segundo plano nas provas europeias

Incidentes a envolver fãs em Barcelona e Roma mancham jornada

A jornada desta semana das provas europeias não ficará marcada apenas pelo que aconteceu dentro de campo. Fora dos relvados, até mesmo longe dos estádios, adeptos que viajaram presumivelmente para acompanhar os seus clubes foram flagrados em vídeo a maltratar mendigos.

O caso mais recente foi registado esta quinta-feira. Pouco antes de o Sparta de Praga fazer história ao vencer a Lazio (3-0), em Roma, e apurar-se aos quartos-de-final da Liga Europa, alguns dos seus adeptos foram vistos a urinar numa pedinte numa ponte da capital italiana.

As imagens mostram os três adeptos a cercar a mendiga e simular que estavam a urinar, até que um deles resolveu mesmo fazê-lo. O vídeo foi publicado na noite de quinta-feira, no YouTube, e rapidamente espalhou-se pela internet.

Adeptos PSV mendigos

A humilhação da mendiga em Roma aconteceu dois dias depois de adeptos do PSV terem sido filmados numa praça de Madrid a atirar moedas e até pedaços de comida em pedintes, horas antes de a equipa holandesa ser eliminada da Champions para o Atlético, nas grandes penalidades.

A ação da claque do PSV teve grande repercussão e gerou notas de repúdio tanto do clube quanto da Uefa. Chocados com o ato de humilhação, alguns dos presentes intervieram a favor dos pedintes.

"Foi algo verdadeiramente horrível, como todos puderam assistir. Um espectáculo total e absolutamente degradante. A indignação que sentimos ao testemunhar o que os adeptos faziam foi horrível", disse à Rádio Marca o professor espanhol Juanjo, que interveio a favor das mendigas em Madrid.

"Como reagir a algo como isto? Ou baixamos a cabeça e vamos embora ou enfrentámos. Não há outra postura. E o que pensei foi enfrentá-los e dizer-lhes que o que estavam a fazer era errado", afirmou.

Adeptos do Sparta Praga humilham mendiga em Roma

Através de gestos, Juanjo fez com que alguns adeptos parassem de atirar as moedas às mendigas. Depois que o professor deixou o local, a polícia chegou e encerrou o ato de humilhação.

Apenas um dia depois, na quarta-feira, um grupo de adeptos do Arsenal foi flagrado a protagonizar algo semelhante em Barcelona, onde a equipa inglesa foi eliminada da Liga dos Campeões por Messi e seus companheiros.

Segundo o jornal catalão "Mundo Deportivo", a Uefa não pode punir os clubes por estes atos, pois eles não aconteceram nos estádios ou as suas proximidades. Neste tipo de situação, cabe à polícia local punir os adeptos.

"Pessoas não podem ser humilhadas desta maneira. O que estamos a ver é a desumanização das pessoas... Foi algo horrível de testemunhar", resumiu Juanjo, ao descrever o que sentiu ao partilhar o mesmo sítio com os adeptos holandeses.

Por Mamede Filho
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.