Médica romena condenada por homicídio por negligência de Patrick Ekeng

Médio camaronês morreu, em 2016, após um ataque cardíaco em pleno relvado

A carregar o vídeo ...
Jogador do Dínamo Bucareste cai inanimado em campo

Um tribunal de recurso romeno confirmou esta segunda-feira a condenação de homicídio por negligência, decretada em primeira instância à médica Elena Duta, que assistiu durante um jogo Patrick Ekeng em pleno relvado, onde o futebolista camaronês acabou por morrer.

De acordo com a decisão do tribunal de recurso, a médica incorreu em negligência agravada quando decidiu não iniciar de imediato as manobras de reanimação ao jogador, que caiu inanimado no relvado em 5 de maio de 2016, durante um jogo entre a sua equipa, o Dínamo de Bucareste, e o Viitorul Constanta, do campeonato romeno.

O tribunal, cuja decisão não é passível de recurso, confirmou a sentença imposta em junho, quando a médica foi condenada em primeira instância a uma pena suspensa de 18 meses, convertida em trabalho comunitário por igual período.

A autópsia ao médio camaronês, de 26 anos, que cumpria a primeira época ao serviço do Dínamo, revelou problemas cardíacos graves.

Por Record com Lusa
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.