Messi escapou à sanção da FIFA devido a um... pronome possessivo

Expressão utilizada na direção do árbitro foi entendida como algo genérico

• Foto: Reuters

O Comité de Apelo da FIFA anulou o castigo de quatro jogos imposto a Lionel Messi e tudo se deveu a questões... gramaticais. Surreal, mas verdadeiro, segundo o relato da 'Cadena Ser'. A rádio espanhola revela que o entendimento da FIFA, após o apelo da Federação argentina à suspensão imposta ao avançado, foi de que a ausência de um pronome possessivo na expresão ofensiva proferida na direção do árbitro auxiliar acaba por ilibar o craque do Barcelona.

Messi terá dito 'a c... da mãe', sem utilizar o pronome 'tua' ou 'sua'. Ou seja, o Comité de Apelo sublinha que a expressão teve um sentido genérico e não personalizado na figura do juiz brasileiro Emerson Augusto de Carvalho, nessa partida entre Chile e Argentina. Por outro lado, se Messi tem afirmado 'a c... da tua mãe', o castigo de quatro jogos não lhe teria sido anulado.

O advogado do jogador, Juan de Dios Crespo, referiu que ficou provado que Messi não quis ofender ninguém: "Foi um desabafo, um estado de ânimo. Não foi um insulto porque a expressão não era dirigida a ninguém."

1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas