Mulher de Caniggia acusa-o de ter provocado aborto: «Empurrou-me por um pacote de cocaína»

Mariana Nannis recorda que hoje podia ter um filho com 12 anos

Mariana Nannis, a mulher de Claudio Caniggia, acusou o antigo avançado argentino, que passou pelo Benfica nos anos 90, de a ter feito perder um filho "por um pacote de cocaína", quando estava grávida de dois meses e meio. Mariana Nannis, que já disse que Caniggia "vive com uma prostituta que o mantém drogado o dia todo", recordou agora um episódio que já tem 12 anos.

"Ele fez-me perder um filho. Empurrou-me contra um carro porque eu não o deixei entrar em casa. Estava stressada e disse que daquele modo [sob efeito de drogas] ele não entraria, que aquela era uma casa de respeito. 'Eu não consumo drogas e os meus filhos também não. Se queres drogas, vai a um bordel', disse-lhe na altura".

E prosseguiu: "No dia seguinte, estava na massagista e comecei a sentir as pernas quentes. Quando olhei, estava cheia de sangue. Hoje, teria um filho de 12 anos. Ele empurrou-me por causa de um pacote de cocaína. Não quis saber se eu estava grávida de dois meses e meio. Ele matou o meu bebé", acrescenta Mariana Nannis.

A mulher acrescenta que quando contou a Caniggia - de quem ainda não está divorciada -, o que tinha acontecido, ele respondeu que ela era "uma dessas vadias que gosta de se fazer de vítima".

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.