"Mulheres", "murraças" e o "mundo f...": Carlos Queiroz julgou que o microfone estava desligado

Treinador português envolvido em polémica na Colômbia

• Foto: r

Carlos Queiroz está a ser protagonista de uma polémica na Colômbia, tudo por causa de um comentário que fez sobre a violência doméstica. Depois de uma conferência de imprensa, julgando que os microfones estavam desligados, o selecionador disse "se todos os homens que levam umas 'murraças' das mulheres fossem para a imprensa falar, o mundo estava f..."

Isto sucedeu na sequência de uma pergunta de uma jornalista, que questionou o treinador sobre a chamada de Sebastián Villa à seleção, apesar das denúncias de maus tratos feitos pela namorada do jogador, Daniela Cortés.

O treinador demarcou-se do caso. "Há um jogador que está a jogar na Argentina e que é colombiano; a mim pagam-me para saber se tem qualidades para chegar à seleção da Colômbia. Não sou uma instituição, sou um treinador nacional."

Depois, julgando que os microfones estavam desligados, Queiroz minimizou a questão, numa conversa com Juan Raúl Mejía, diretor de comunicações da federação colombiana, que julgou estar a ser privada. 

O caso teve muita repercussão no país e o treinador português já se pronunciou publicamente. "Perante qualquer mal entendido que resulte do áudio, parcial e privado, reafirmo pública e inequivocamente, como aliás fiz na conferência, a convicção de que qualquer juízo e condenação mediática não substituí a função primordial da justiça."





Por Record
20
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas