«Não me mexi durante 14 horas»: Sergio Romero e o atribulado regresso à Argentina

Guarda-redes do Manchester United deixou Inglaterra durante a pandemia

• Foto: Reuters

Sergio Romero, guarda-redes do Manchester United, foi um dos jogadores autorizados por Solskjaer a deixar Inglaterra durante a pandemia da covid-19 e em entrevista ao site dos red devils contou a forma como decorreu o seu regresso à Argentina, revelando pormenores de uma viagem bastante atribulada. 

"Voltei para a Argentina a 22 de março e foi uma viagem muito difícil porque fui de carro de Manchester até Londres e depois apanhei o avião até Paris. Entrei no voo para a Buenos Aires, sentei-me no meu lugar e durante 14 horas simplesmente não me mexi dentro do avião. Não comi nada nem fui à casa de banho", afirmou o guardião de 33 anos, companheiro de equipa dos portugueses Bruno Fernandes e Diogo Dalot. 

Romero relatou ainda o cenário que encontrou nos dois aeroportos. "Estavam praticamente vazios, as pessoas cumpriam a distância de segurança mas toda a gente parecia muito nervosa e desconfiada, porque às vezes alguém espirrava. Talvez não tivessem nada, mas os outros afastavam-se logo", explicou o guarda-redes do United. 

Por André Antunes Pereira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas