Nem os jogadores convenceram Maradona a ficar: El Pibe abandonou o treino em lágrimas

Glória argentina emocionou-se com pedido do plantel

• Foto: Reuters

Diego Armando Maradona abandonou o cargo de treinador do Gimnasia, apesar dos jogadores lhe terem pedido para reconsiderar. A glória argentina orientou o treino, já com a ideia de que seria o último, e no final o plantel tentou convencer Maradona a ficar. Pediram para que ele apelasse à unidade na direção do clube, independentemente da continuidade de Gabriel Pellegrino, presidente. O homem que contratou o técnico que já tinha avisado que se Pellegrino saísse, ele também saíria. 

Ao ouvir as palavras dos seus jogadores, Maradona emocionou-se e até abandonou a sessão de trabalho em lágrimas. No entanto, de nada adiantou e aquele que é considerado um dos melhores jogadores de sempre acabou mesmo por sair do clube.

"Fracassou. Não agradou a nenhuma das duas listas continuar a trabalhar na união. Mas, a saída de Diego é irreversível e, em certa medida, ele tem toda a razão. Porque ele acredita que sem unidade, não há forma de a equipa melhorar", explicou Pellegrino em declarações difundidas pelo diário 'Olé'.

Por Luís Magalhães
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.