Parlamanto inglês quer que FA avance com reformas estruturais

Ex-dirigentes consideram que a Federação Inglesa de Futebol está 'fora do seu tempo'

• Foto: Reuters

A Câmara dos Comuns do Reino Unido pede ao governo do país que legisle no sentido de forçar a Federação Inglesa de Futebol (FA) a avançar com reformas estruturais.

Damian Collins, do Partido Conservador, que preside à comissão parlamentar sobre o Desporto, ironiza sobre o assunto - "os perus não votam sobre o Natal". Collins entende que, mesmo com um voto parlamentar aprovado no sentido das reformas, a FA tem de ser 'forçada' a mudar.

O voto parlamentar não é vinculativo e o ministro dos Desportos, Tracey Crouch, já considerou a iniciativa "prematura", já que a FA tem até abril para reunir o conselho e a comissão, sob risco de perder financiamento de cerca de 34,8 milhões de euros.

Entretanto, já cinco antigos dirigentes da FA criticaram a organização por falhar no objetivo de se reformar. David Bernstein, David Davies, Greg Dyke, Alex Horne e David Triesman consideraram mesmo que a FA está "fora do seu tempo" e incapaz de contrariar o poder da Premier League.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.