Panenka recorda penálti de 76: «Estava mil por cento seguro»

Checo foi o criador de uma nova forma de marcar grandes penalidades

Há precisamente 40 anos, no Europeu de 1976, disputado na Jugoslávia, nasceu uma grande penalidade que ainda hoje é imitada em todo o lado: o penálti 'à Panenka'. O seu criador, o checo Antonín Panenka, explicou ao jornal 'Marca' como surgiu a sua ideia, colocada em prática na final da prova, diante da República Federal da Alemanha.

Penálti à Panenka nasceu há 40 anos
"Treinava penáltis depois de cada treino com o nosso guarda-redes Zdenek Hruska. Para que fosse mais entretido apostávamos dinheiro, cervejas e chocolate. O Hruska era bom e fazia-me perder dinheiro. Comecei a pensar numa forma de poder vencê-lo regularmente. Então pensei em bater para o meio com um remate frouxo porque, deste modo, o guarda-redes estaria tão longe que não poderia defender por muitos reflexos que tivesse. Comecei a treinar esse penálti com ele e o bom é que comecei a ganhar. O mau é que comecei a engordar. Toda a cerveja e o chocolate tinham de sair por algum lado", brincou.

Quando chegou o tal o momento no desempate para atribuir o título de campeão da Europa, Panenka garantiu que tinha a certeza de que o iria converter, até porque ninguém conhecia aquela forma de bater da marca dos 11 metros.

"Não senti responsabilidade. Todas as coisas saíram como queria. O Uli Hoeness não marcou o seu penálti e ninguém conhecia o meu estilo. O Maier [guarda-redes da RFA] não foi ver os jogos do Bohemians, por isso não podia saber que eu tinha esta forma de bater as grandes penalidades. Não estava 100% seguro, estava 1.000% seguro de que tudo ia acabar bem".

Por estes dias, alguns dos maiores craques do futebol mundial tentam imitar essa grande penalidade. Panenka considera que os melhores penáltis são sempre aqueles que são convertidos com sucesso.

"Faz-me feliz que muitos dos melhores jogadores do mundo o tenham tentado: Messi, Ibrahimovic, Totti, Zidane... É maravilhoso. O pior é aquele que não é convertido. Todos os penáltis que se marcam, seja de que forma for, são bons. Claro que há uns mais bonitos do que outros. Devo admitir que já vi um jogador da 2.ª ou 3.ª divisão argentina que bateu o melhor penálti que já vi", garantiu.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.