Polícia dispersou adeptos do Quénia com gás lacrimogéneo

Golo de Cícero provocou o caos no Estádio Nacional Nyayo

A polícia queniana lançou este domingo gás lacrimogéneo para dispersar adeptos, no seguimento da derrota da seleção queniana em Nairobi frente à Guiné-Bissau (1-0), em jogo de apuramento para a Taça das Nações Africanas de 2017.

Até foram disparados tiros no Quénia-Guiné-Bissau
A confusão instalou-se no Estádio Nacional Nyayo quando a seleção guineense marcou por Cícero, jogador do Paços de Ferreira, aos 85 minutos, num lance contestado pelos quenianos, que alegaram que a bola não transpôs a linha de golo.

O jogo esteve então interrompido durante vários minutos devido a distúrbios entre os apoiantes do Quénia, o que poderá levar a Confederação Africana de Futebol (CAF) a punir aquela federação.

Com a vitória, a seleção guineense isolou-se na liderança do grupo E com sete pontos, tendo beneficiado ainda do empate 1-1 entre o Congo e a Zâmbia, que baixaram para os segundo e terceiro lugares, respetivamente, com seis pontos.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.