Polícia prende grupo que planeava invadir Maracanã no jogo da Libertadores

Flamengo-Grémio está marcado para quarta-feira

Pelo menos de 16 pessoas que pretendiam invadir o Estádio Maracanã foram detidas na sequência de uma operação realizada esta terça-feira no Rio de Janeiro.

A invasão estava programada para o encontro da 2.ª mão da Taça dos Libertadores marcada para quarta-feira (madrugada de quinta em Portugal) entre o Flamengo e o Grémio. Dos 16 detidos, 11 foram presos na sequência do cumprimento de mandados de prisão.

O Flamengo-Grémio, referente à 2.ª mão da Taça Libertadores, vai ter um esquema de segurança nunca visto. O encontro está marcado para quarta-feira (madrugada de quinta em Portugal) no Maracanã e estão destacados 800 polícias militares, já que é considerado de alto risco. Foram vendidos 62 mil bilhetes, pelo que haverá uma polícia militar por cada 77,5 adeptos.

O comandante do Batalhão Especial de Policiamento em Estádios, Silvio Luiz, explicou que as medidas decretadas são muito mais apertadas do que em outros jogos da Libertadores e do Brasileirão.

Vão ser feitos diversos pontos de bloqueio e verificação de bilhetes que terão de ser impressos, esquema semelhante ao que existiu quando foi o Mundial'2014. Já as ruas serão fechadas várias horas antes do início da partida.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.