Record

Presidente da UEFA e a ausência de Ronaldo: «Têm de lhe perguntar a ele, não a mim»

Aleksander Ceferin não escondeu desilusão

• Foto: Reuters

O presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, não escondeu a desilusão pela ausência de Cristiano Ronaldo da gala do organismo, que decorreu na terça-feira no Mónaco. Num encontro com alguns meios de comunicação social europeus, entre os quais Record, o esloveno remeteu explicações para o craque da Juventus.

"Estávamos à espera que viesse, mas algumas horas antes recebemos a informação de que ele não viria. O resto têm de perguntar ao Cristiano, não a mim", afirmou o advogado, garantindo que nenhum dos nomeados foi informado dos resultados: "Modric ficou completamente chocado e surpreendido. Não fui eu que disse [a Cristiano Ronaldo."

Para Ceferin, "o importante é que houve 55 jornalistas, de 55 federações, a votar, bem como todos os treinadores da Liga Europa e da Liga dos Campeões". "Foi uma eleição e eles decidiram. Eu perguntei ao Giorgio [Marchetti] há uma semana quem tinha ganho e se os avisávamos, porque para mim era melhor que ninguém soubesse. Ele disse-me que não, que era confidencial", explicou.

O dirigente revelou também que Ronaldo não deu qualquer justificação à UEFA e que a informação de que ele não estaria no Mónaco chegou da Juventus. "Talvez haja outras razões, vamos ser optimistas", concluiu. 

Por Sérgio Krithinas
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

M