RKC Waalwijk é a primeira equipa a voltar aos treinos nos Países Baixos

Máximo de quatros jogadores no relvado em simultâneo

O RKC Waalwijk tornou-se esta quarta-feira na primeira equipa da liga holandesa a regressar aos treinos, depois da paragem devido à pandemia da covid-19, com sessões reduzidas, com um máximo de quatros jogadores no relvado em simultâneo.

"Após uma interrupção de sete semanas, a equipa principal voltou aos treinos de acordo com as regras de saúde pública implementadas pelas autoridades e pela federação holandesa", anunciou o RKC Waalwijk, em comunicado publicado no seu site oficial.

O último classificado da liga holandesa, prova que foi, entretanto, cancelada devido ao surto do novo coronavírus, explicou que apenas quatro jogadores estiveram no campo ao mesmo tempo e realizaram exercícios de toque de bola, força e agilidade, sem nunca ultrapassar os dois metros de distância.

Com apenas 15 pontos em 26 jornadas, o RKC Waalwijk parecia ter destino traçado para regressar ao segundo escalão, mas acabou por fugir à despromoção com o cancelamento da liga holandesa, em que também ficou decidido que não existiriam subidas nem descidas esta temporada.

Na próxima semana, mais clubes dos Países Baixos deverão regressar ao trabalho, já que o governo local permitiu a reabertura de centros desportivos para atletas de alta competição.

De acordo com os últimos dados, os Países Baixos registaram 38.802 casos de pessoas infetadas e 4.711 mortes devido ao novo coronavírus.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 217 mil mortos e infetou mais de 3,1 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Perto de 860 mil doentes foram considerados curados.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas