Ronald Wilson chama Feyenoord ao filho

Fintou lei com uma 'visita' à Bélgica

Na Holanda existe uma lei que impede que os pais deem aos filhos nomes ligados a clubes de futebol, só que Ronald Wilson decidiu contrariar a regra e o holandês confessou recentemente como o fez. Ronald é adepto do Feyenoord e, ao programa de rádio ‘Mattie & Marieke’, revelou que deu o nome de Bryan Feyenoord ao seu segundo filho com recurso a uma viagem à Bélgica.

"Na Holanda são proibidos nomes assim diferentes. Por isso, a minha mulher deu à luz na Bélgica para que eu pudesse dar o nome de Feyenoord ao meu filho", explicou Ronald, para espanto do painel do programa. Mas não é a primeira vez que Ronald tem um filho que vira notícia a nível mundial.

É que, segundo a imprensa holandesa, Ronald Wilson é o pai de Mikey Wilson, o adepto do Feyenoord que ficou célebre por ter feito um gesto com o dedo do meio quando era mais novo, na final da Taça UEFA entre Dortmund e Feyenoord, em 2002. A ação de Mikey continua a ser falada nos dias de hoje e a ligação da família ao Feyenoord é tão forte que o seu pai acabou por dar o nome do clube ao novo filho passados dois anos. E agora Ronald confirmou a história...

Por Filipe Balreira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0