Ronaldo: «Contam-se pelos dedos da mão os que conseguem manter a forma ano após ano»

Orgulhoso por mais uma Bola de Ouro conquistada

A carregar o vídeo ...
O momento em que Ronaldo recebe a Bola de Ouro

Cristiano Ronaldo reagiu com natural satisfação à conquista da Bola de Ouro 2016, a quarta da sua carreira, lembrando a primeira edição que venceu do troféu, em 2008.

"A primeira vez é sempre uma emoção diferente, é sempre única. Uma grande alegria naturalmente. Como que um sonho que foi realizado. Foi o que aconteceu, senti-me muito emocionado, eu e a minha família. Tinha apenas 23 ou 24 anos, foi um momento único. Aquilo que sinto hoje é aquilo que senti um pouco em 2008. Quero ser sempre o melhor e trabalho muito para isso. Quando se ganha um prémio destes é muito importante. Em primeiro lugar para mim está sempre a equipa e os troféus que ela ganha. Se não tivesse ganho pela Seleção e pelo Real Madrid não podia ter ganho este troféu", referiu o jogador, em declarações à 'France Football'.

Apesar de ter atingido objetivos importantes tanto pelo clube como pela equipa nacional, Ronaldo fez a comparação e vê diferenças: "Foi talvez o melhor ano da minha carreira a nível coletivo e individual. Conseguir fazer algo na história de Portugal era realmente o que me faltava. Mas também não posso esquecer-me da Champions. Comparando o Real Madrid com Portugal, naturalmente o Real Madrid está habituado a ganhar a Liga dos Campeões, mas Portugal nunca tinha ganho um título tão importante. Obviamente há que respeitar a Champions, mas o campeonato da Europa foi realmente único. É um bocado como em 2008, é um momento absolutamente único e foi de facto um ano inesquecível".

Muito sacrifício

Para Ronaldo, esta Bola de Ouro premeia o seu trabalho ao longo do ano. O jogador diz ter abdicado de muita coisa para se focar no seu rendimento desportivo.

"Quando recebo um prémio destes para mim é algo de diferente. Digo para mim próprio que realmente valeu a pena trabalhar muito, sacrificar-me, deixar de fazer muita coisa que gostaria de ter feito por causa do futebol. Muitas vezes posso não conseguir expressar o que sinto, mas estou muito feliz porque trabalhei muito para ganhar. Agradecer aos que confiam em mim, amigos, colegas e família, os que me ajudam a manter a bom nível todos os anos. Contam-se pelos dedos de uma mão os que conseguem manter a forma ano após ano. É isso que me enche de orgulho", explicou o atacante do Real Madrid.

O jogador recebeu o prémio em mãos nas instalações dos merengues, junto das 11 Ligas dos Campeões que o clube conquistou: "É sempre especial, não só por ser aqui, porque é um clube que tenho no coração. Como em Manchester, são emoções muito fortes. Obviamente o ambiente é diferente, receber o prémio aqui em frente a estas taças todas, das quais ajudei a ganhar duas".
Assim começou a 'coleção' de Ronaldo em 2008

Por Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.