Sabe qual foi o melhor momento da carreira de Nani?

Craque do Orlando City abre o jogo ao 'Gaffer Online"

É uma entrevista diferente do internacional português Nani. O jogador do Orlando City esteve à conversa com o ‘Gaffer Online’ e lançou um olhar ao que aí vêm na Major League Soccer, para além de abordar alguns dos detalhes mais relevantes da já longa carreira.

E logo no arranque, Nani aborda a forte relação que tem com Lisboa. Nascido na Amadora, foi na capital portuguesa que ‘nasceu’ para o futebol e foi esse o ponto de partida para esta conversa diferente.

Nani Orlando City

"Esta cidade deu-me coragem e um foco ilimitado. Jogar futebol na rua com os amigos naquela altura não era fácil. Tinhas de mostrar a tua coragem ao jogares com tipos mais velhos e com tipos mauzões. Havia tipos que era mais fortes do que eu e outros que não jogavam assim tão bem mas que intimidavam muito. Se lhe ganhas no futebol, depois apanhas quando o jogo acaba. Era assim a vida. Mas nunca virei costas, porque queria constantemente provar o que valia. Não me interessava se no dia antes me tinham dado um estalo ou batido. Estava lá sempre. E sempre mais forte do que nunca", realça à publicação.

Questionado sobre se acredita no destino, Nani recorda o dia em que, ainda jovem, garantiu a um amigo que um dia chegaria ao Manchester United, objetivo que acabou mesmo por cumprir.

Nani Manchester United

"É verdade! Estava a falar com um amigo que habitualmente jogava na mesma equipa do que eu. Já estava a ficar tarde, tínhamos acabado de jogar e enquanto descíamos a rua estava a dar um jogo na televisão de um café. Foi incrível. Nos dois últimos dois minutos dessa final da Liga dos Campeões, o Manchester United marcou dois golos e mudou o sentido do jogo. Olhei para o meu amigo e disse-lhe – ‘um dia vou jogar naquela equipa, um dia ou estar em Old Trafford’. Foi a excitação do momento, ao ver aquele jogo incrível. E ele nunca se esqueceu disso. Chegámos a perder contacto durante alguns anos mas quando nos reencontrámos ele ainda se lembrava da minha promessa", explica.

Uma das características mais destacadas pelos especialistas do futebol norte-americano é a forma como Nani continua a mostrar um tremendo empenho e garra a cada vez que entra em campo pelo Orlando City. O extremo português garante que nunca mudará essa forma de estar no futebol.

Nani Portugal

"Sim… Aliás, é por causa disso que estou suspenso e vou falhar o primeiro jogo da temporada. Mesmo no último joga da época passada eu não queria perder. Estávamos em desvantagem e para mim não interessa de que jogo se trata. Temos de jogar sempre para vencer, com orgulho na camisola e respeito pelos adeptos. Foi por isso que estava tão raivoso com o árbitro e até tive sorte de apenas ver cartão amarelo. Mas a liga decidiu castigar-me mais. Isso acaba por mostrar o meu caráter. Continuo a amar este jogo. Continuo a querer ganhar. Não posso apenas relaxar e jogar futebol. Há sempre aquele limite", assegurou.

O jornalista Tom Everest quis então saber qual o momento que guarda com mais carinho de uma carreira recheada de grandes momentos. E Nani, bem ao seu estilo, faz uma finta veloz e lembra o nascimento do filho…

Nani Sporting

"A coisa que me deixou mais feliz foi o nascimento do meu filho. Deu-me estabilidade, deu-me amor e deu-me a força para ter sucesso em todos os aspetos da minha vida. Vê-lo atrás de mim pelo mundo fora e vê-lo a falar é muito especial para mim. No relvado tive alguns momentos onde me senti no topo do mundo. Especialmente no United, quando ganhámos tudo nos primeiros dois anos. Foram momentos inesquecíveis. Depois, com Portugal no Campeonato da Europa, foi inacreditável, porque conseguimos ganhar alguma coisa para o pais. É o troféu mais importante da minha carreira. O sentimento foi muito especial e posso dizer que foi o melhor momento da minha carreira", assinalou.

Aproveitando o mote, Nani explica que apesar do filho ter nascido em Manchester, tem um gosto especial também pelo Sporting…

"Se lhe perguntares ele vai dizer que é do Sporting, do Manchester United, de Portugal e do Orlando. Ele adora todas as camisolas. Tem todas e quando vamos jogar no jardim ele escolhe com qual delas que jogar nesse dia. E isso deixa-me feliz. Ele sabe tudo sobre o Manchester United, sobre a cidade e o clube significa muito para ele, porque nasceu lá e criou uma relação forte com a cidade. Mas ele sabe quais são as principais equipas – Sporting, Portugal, Manchester United e, agora, Orlando City", rematou.

Por João Seixas
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.