Scolari: «Chegaram a falsificar a minha assinatura»

Ex-selecionador garante ter feito pagamento ao fisco

• Foto: Reuters

Luiz Felipe Scolari viu o seu nome envolvido num escândalo fiscal ligado a dinheiro recebido em Portugal como direitos de imagem, um processo-crime entretanto arquivado. O ex-selecionador nacional, agora no Gouazngzhou Evergrande, na China, teve de pagar três milhões de euros no ano passado – relativos a impostos em falta e juros de mora - e agora só quer mesmo ver o assunto "arrumado de vez".

"Hoje estou limpo e feliz! Posso entrar sossegado e sem sentimentos de culpa no país que gosto e é do meu filho e do meu neto. O meu mal foi ter confiado em gente que fez tudo oara me prehudicar, chegando a falsificar a minha assinatura", disse ao jornal "Sol", assumindo ter feito o pagamento numa só tranche.

"Paguei tudo o que tinha a pagar e limpei o meu nome! É isso que importa! Quanto a quem me prejudicou, é deixá-los com a sua consciência".

O Euro'2004 foi tema igualmente abordado na entrevista ao técnico brasileiro publicada este sábado pelo semanário. Scolari recorda a sua passagem pela Seleção Nacional como "um dos momentos mais bonitos" da sua vida, mas a derrota com a Grécia no final do Europeu continua a ser espinha cravada na garganta.

"Custa-me muito aceitar aquela derrota. Ainda hoje penso nesse jogo e procuro encontrar os pormenores em que falhámos e nalguma infelicidade que tivemos, sobretudo em termos perdido o Miguel muito cedo no jogo, logo ele que estava em grande e a entrar muito na defesa grega. Não há conversa com os companheiros dessa jornada de 2004 que não traga essa derrota ao assunto. É um sofrimento muito grande. Passaram-se 12 anos e continuo a sofrer da mesma maneira que sofri nessa noite", concluiu.

Por Sofia Lobato
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas