Simon Kjaer e os médicos que salvaram Eriksen recebem Prémio Presidente da UEFA

Jogador dinamarquês colapsou em campo durante um jogo do Euro'2020

• Foto: Reuters
A equipa médica que salvou a vida ao dinamarquês Christian Eriksen durante o Euro'2020 vai receber o Prémio Presidente da UEFA, anunciou esta terça-feira o organismo.

O prémio é entregue também a Simon Kjaer, capitão da seleção da Dinamarca e jogador do Milan, igualmente pelo que fez por Eriksen quando o médio colapsou em pleno jogo, em paragem cardíaca.

Pretende-se assim "homenagear as contribuições vitais para ajudar Eriksen, quando o jogador do Inter Milão, de 29 anos, sofreu uma paragem cardíaca e caiu no campo", explica a UEFA.

O episódio ocorreu em 12 de junho em Copenhaga, no jogo entre a Dinamarca e a Finlândia, e foi patente a rápida intervenção de Simon Kjaer e, depois, da equipa médica, determinantes para que Eriksen saísse com vida do estádio

"Simon Kjaer partilha a distinção por imediatamente ajudar Eriksen e pelas excecionais qualidades de liderança que mostrou", acrescenta o organismo máximo do futebol europeu.

Aleksander Ceferin, presidente da UEFA, descreve a equipa médica e Kjaer como "os verdadeiros heróis do torneio".

"Quando Eriksen tombou, preocupei-me e comovi-me. Admiro muito a equipa e o pessoal médico pela excelente reação e calma, atributos cruciais na reanimação de Christian", acrescenta. "Fico agradecido pelas qualidades de liderança exemplares e imensa coragem do capitão da Dinamarca, Simon Kjaer, nessa situação tão crítica".

No total, o prémio vai para quatro elementos da equipa médica de campo, três elementos do corpo médico da seleção dinamarquesa, para dois responsáveis médicos da UEFA e para Kjaer.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas