Taça da Ásia: Carlos Queiroz rejeita favoritismo

Irão defronta esta quinta-feira a seleção da China

• Foto: Reuters

O Irão de Carlos Queiroz entra hoje em campo frente à China, nos quartos-de-final da Taça Asiática, uma fase em que não há favoritos, segundo o técnico português.

"Vai ser como uma final porque são jogos sem histórico, que não têm passado. Não há favoritos numa partida destas. Este jogo vai ser muito diferente daqueles que tivemos na fase de grupos, e acredito que a experiência dos meus jogadores vai contar", referiu o técnico português na conferência de imprensa de antevisão, depois de ser confrontado com o facto de o Irão ser 29º do ranking FIFA e a China ser 76º do mundo.

Os iranianos chegam aos ‘quartos’ ainda sem qualquer golo sofrido ao fim de quatro jogos, mas Carlos Queiroz deixou o alerta para a qualidade da seleção orientada pelo italiano Marcello Lippi.

"A China é uma equipa sólida e muito bem preparada com um grande treinador. Sabemos que temos uma difícil missão, mas vamos entrar em campo totalmente entusiasmados, preparados e confiantes de que vamos jogar bem, porque temos habilidade, as nossas ambições e os nossos sonhos. Tudo pode acontecer", destacou o técnico de 65 anos.

O Irão chegou ao ‘quartos’ da prova depois de ter afastado o Omã por 2-0, enquanto a China eliminou a Tailândia por 2-1.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.