Taças de Portugal

Técnicos procuram glória na Europa

Os portugueses continuam a ter crédito nos bancos. Não, isto não é um texto sobre finanças, mas sim sobre o desempenho dos técnicos nacionais na Europa. Na época passada, Mourinho (Inglaterra), Villas-Boas (Rússia), Vítor Pereira (Grécia) e Paulo Sousa (Suíça) atingiram a glória ao sagrarem-se campeões e à festa do título ainda se juntaram Jesualdo Ferreira (Egito) e Pedro Caixinha (México). O sucesso continua este ano a marcar o trajeto dos treinadores, agora com mais expressão nas taças.

André Villas-Boas falhou a revalidação do título mas conseguiu conduzir o Zenit à conquista da Taça da Rússia. E hoje é a vez de Marco Silva e António Conceição lutarem pelo troféu. O primeiro, já com uma Taça de Portugal no currículo (pelo Sporting), ambiciona a dobradinha na Grécia, depois de o Olympiacos se sagrar campeão. O desafio com o AEK, onde alinham Hélder Barbosa e André Simões, é no Olímpico de Atenas à porta fechada por questões de segurança.

Na Roménia, António Conceição procura repetir a vitória de 2009, também ao comando do Cluj. "Disse aos jogadores para desfrutarem, pois não há nada mais bonito do que disputar uma final. Chegamos aqui com mérito e agora queremos vencer", salientou o técnico, lembrando a tragédia que afetou o adversário, devido à morte de Patrick Ekeng, vítima de um ataque cardíaco durante um jogo do campeonato: "O Dínamo estará motivado para ganhar por Ekeng."

Amanhã será a vez de Pedro Emanuel lutar por idêntico troféu no Chipre, frente ao Omonia Nicósia, depois de conduzir o Apollon ao 3º lugar no campeonato cipriota. Já no dia 26, com o título turco entregue ao Besiktas, Vítor Pereira tentará ‘salvar’ a temporada do Fenerbahçe, defrontando o rival Galatasaray na final da Taça.

Jesualdo disputa final no Qatar

Longe da Europa há duas temporadas, Jesualdo Ferreira procura conquistar o primeiro troféu no Qatar, depois de ter garantido a dobradinha no Egito. O Al Sadd está na final da Taça do Emir, agendada para a próxima sexta-feira, diante do Lekhwiya. Pelo caminho, o técnico português deixou o Al Gharafa, orientado por Pedro Caixinha, e agora vira baterias para a final. "Claro que será difícil. Alguns jogadores ainda não estão em forma, mas queremos ganhar", salientou Jesualdo, de 69 anos, cujo palmarés inclui duas Taças de Portugal, ambas conquistadas ao comando do FC Porto.

Por Aurélio de Macedo
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.