TAS vai julgar o caso de Emiliano Sala que opõe Cardiff e Nantes

Tribunal Arbitral do Desporto vai assumir as rédeas

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) anunciou esta quinta-feira que vai julgar o litígio entre o Cardiff e o Nantes, por causa da transferência do jogador de futebol argentino Emiliano Sala, falecido em janeiro num acidente de avioneta.

O início das audiências deste processo está agendado para a primavera de 2020 e, segundo um comunicado divulgado pelo tribunal que tem sede em Lausana, na Suíça, a decisão final não vai ser conhecida antes de junho do próximo ano. No documento, o TAS confirmou que o Cardiff, do País de Gales, recorreu da decisão tomada no final de setembro pela FIFA, que o condenou a pagar seis milhões de euros aos franceses do Nantes pela transferência do avançado sul-americano.

Após a morte do avançado argentino, em 21 de janeiro de 2019, o Cardiff suspendeu o pagamento de uma primeira prestação de seis milhões de euros, de um valor total da transferência de 17,3 que tinha sido acordado antes do acidente. O Nantes recorreu para a FIFA, que recomendou que os dois clubes chegassem a um acordo, algo que não se verificou e motivou a decisão anunciada em setembro pelo organismo regulador do futebol mundial.

Emiliano Sala morreu aos 28 anos, num acidente de avião, que desapareceu dos radares na noite de 21 de janeiro, sobre o Canal da Mancha, pouco tempo depois de se ter transferido do clube francês para o Cardiff. O corpo do avançado argentino foi encontrado nos destroços do avião e recuperado em 7 de fevereiro, mais de duas semanas após o desaparecimento da aeronave, perto na ilha de Guernsey.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.