Thierry Henry volta a atacar redes sociais: «São lugar de intimidação, assédio, há quem se suicide...»

Antigo internacional já suspendeu contas pessoais

Thierry Henry
Thierry Henry • Foto: Reuters

Depois de, na semana passada, Thierry Henry ter anunciado a suspensão das contas pessoais nas redes sociais como forma de protesto contra o "enorme volume de racismo, bullying e tortura mental", o antigo internacional francês voltou a público alertar para a "arma" em que se podem tornar essas mesmas redes.

"Neste momento não são um lugar serguro. Falo de intimidação, assédio, há quem se suicide por causa disso. É difícil erradicar tudo, mas será que pode ser mais seguro? São uma grande ferramenta, mas há quem as use como armas", afirmou o agora treinador que em fevereiro deixou o comando o Montreal Impact, no programa 'Good Morning Britain'.

E prosseguiu: "Sei que há pessoas que dirão 'é liberdade de expressão', mas quando vais a um cinema também não podes gritar o que quiseres, num aeroporto igual... Tudo o que eu quero é responsabilidade, não pode ser apenas eliminar uma conta porque pode ser aberta de novo".

Por Record
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.