Record

Tite recusa estar com Bolsonaro

Revelou que não tem intenções de se reunir com o presidente

• Foto: Reuters
A Copa America disputa-se em 2019 no Brasil, mas Tite revelou que não tem intenções de se reunir com o presidente Jair Bolsonaro antes da prova.

É que costuma fazer parte do protocolo a seleção marcar encontro com o governo do país em vésperas de uma grande competição, só que o selecionar do escrete já assumiu que não vê a ideia com bons olhos: "Não concordo com um encontro com o presidente [Bolsonaro] na conquista de um título ou antes da Copa America’2019. Na minha atividade não se pode misturar isso. Não me sinto confortável ao fazer isso, pois podemos ter a nossa própria opinião, mas não se deve misturar o desporto com a política", declarou Tite.

A verdade é que esta tomada de posição da parte do selecionador brasileiro não é novidade, já que antes, durante o mandato de Michel Temer, o técnico, de 57 anos, recusou igualmente reunir-se a poucos dias do arranque do Mundial deste ano na Rússia.

Desde o Brasil, surgiram reações distintas sobre as palavras de Tite. Há quem tenha considerado inapropriada a sua recusa em reunir-se com Jair Bolsonaro e, por outro lado, várias pessoas elogiaram o ato do ex-Corinthians.

No entanto, especula-se também no país que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) esteja a tentar uma reaproximação ao Governo brasileiro, sendo que a imprensa brasileira admite que tudo se deve ao facto de a presidência andar a investigar denúncias de presidentes de três ex-líderes da CBF.
Por Filipe Balreira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas