Tribunal suíço põe em causa regras da FIFA sobre transferências de jovens

Caso específico coloca em causa as ideias do organismo que rege o futebol

• Foto: Reuters

As regras da FIFA que restringem os jovens futebolistas de se transferirem estão a ser postas em causa num tribunal suíço. O advogado Nater Dallafior, de um escritório de advocacia de Zurique, revelou o caso de um jovem futebolista de 17 anos, proveniente de África, que foi arquivado na última quarta-feira pelo Tribunal comercial do cantão de Zurique, mas não quis revelar a sua identidade nem a do clube envolvido. Por seu lado, a FIFA anunciou não ter sido notificada da decisão do referido tribunal suíço.

Este caso desafia as regras da FIFA, que não permitem transferências de jovens futebolistas que não pertencem aos 28 países da União Europeia. Essas regras impõem limites às transferências de jovens com menos de 18 anos, os quais só em circunstâncias específicas se podem transferir, como por exemplo quando a mudança de país da respetiva família ocorre por razões que não têm a ver com o futebol.

No entanto, há algumas isenções para jogadores de 16 e 17 anos, no sentido de poderem cumprir com as leis de trabalho europeias. Desde 2014 que a FIFA já proibiu inúmeras transferências de jovens jogadores que pretendiam assinar contratos com o FC Barcelona, o Real Madrid e o Atlético Madrid, clubes que foram punidos por transferências ilegais.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0