Wuhan Zall, equipa de Daniel Carriço, regressou a casa mais de três meses depois

Defesa ainda está em Portugal à espera de visto para poder viajar para a China

A equipa chinesa do Wuhan Zall, que contratou o defesa português Daniel Carriço, regressou a casa mais de três meses depois de ter abandonado a cidade devido ao novo coronavírus. A comitiva já se encontrava na China desde 18 de março, mas viu-se obrigada a cumprir um período de quarentena em Shenzen e Foshan e só agora teve autorização para voltar à cidade de Wuhan, tendo sido recebida em  festa no aeroporto com cânticos dos adeptos e flores entregues aos atletas. 

Daniel Carriço, que deixou o Sevilha para assinar pelo Wuhan Zall a troco de 2 milhões de euros, ainda se encontra em Portugal e aguarda que a Embaixada chinesa lhe conceda o visto para poder juntar-se à nova equipa.

Wuhan foi o epicentro da pandemia e registou os primeiros casos de covid-19 em dezembro, o que obrigou a um isolamento total nas semanas seguintes. Contudo, a 2 de janeiro, a comitiva do Wuhan Zall rumou a Guangzhou e, a 27 de janeiro, jogadores e equipa técnica viajaram para a Europa para cumprir a pré-temporada em Cádiz (Espanha). Quando a pandemia chegou a território espanhol e o cenário começou a agravar-se, os responsáveis do clube decidiram regressar à China.

"Depois de três meses longe e afastados, os jogadores do Wuhan Zall tinham saudades do seu país e acabaram por voltar para casa e puderam reunir-se com as famílias, às quais o clube agradece pelo apoio e compreensão", comunicaram os responsáveis do Wuhan Zall através da rede social chinesa Weibo.

Apesar de a cidade de Wuhan e também o país retomar, aos poucos, a normalidade, ainda não há datas definitivas para o início da Superliga chinesa, que deveria ter arrancado a 22 de fevereiro. 


Por André Antunes Pereira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0