Özil canta hino turco e alemães não perdoam: «Antes ficava sempre de boca fechada»

Médio do Fenerbahçe quis agradar aos adeptos do clube mas não ficou bem visto no seu país

• Foto: Reuters

Mesut Özil cumpriu ontem o quinto jogo pelo Fenerbahçe e mostrou que está a fazer tudo para agradar aos adeptos do clube. Após ter sido criticado por não cantar o hino da Turquia, que soa habitualmente nos estádios antes dos duelos do campeonato, o médio de 32 anos fez a vontade aos adeptos do Fenerbahçe e antes do encontro com o Goztepe decidiu cantar o hino. Mas o gesto não foi bem recebido na Alemanha.

O 'Bild' reagiu ao episódio e lembrou o facto de Özil nunca ter cantado o hino alemão nos jogos da seleção nacional germânica, ele que cumpriu 92 internacionalizações pela 'Mannschaft'. "Até agora era desconhecido no seu papel de cantor. Sempre ficou em silêncio no hino nacional. Antes, quando os outros cantavam, ficava sempre de boca fechada... até agora!", escreveu o jornal alemão. 

Recorde-se que Özil nasceu na Alemanha, mas a família é de origem turca, o que até justificou a escolha do número '67' que o médio usa no Fenerbahçe.

Por Record
12
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.