Rummennige: «Alimentámos um demónio chamado mercado de transferências»

Ex-membro do conselho diretivo do Bayern Munique defende a limitação de salários

• Foto: Reuters
Karlheinz Rummennige, que deixou o conselho diretivo do Bayern Munique, disse numa entrevista à revista 'Kicker' que os clubes europeus alimentaram "um demónio chamado mercado de transferências". 

"Alimentámos um demónio chamado mercado de transferências. A pergunta é se não levámos há muito tempo o barco até uma zona afetada por um furacão e já não o podemos controlar", referiu.

"Os clubes do sul da Europa já transmitem mensagens de SOS e há clubes alemães a viver apenas o dia a dia, já para não falar dos escalões mais baixos", acrescentou.

Rummenigge, que pretende continuar a trabalhar agora como membro do comité executivo da UEFA, defende a limitação de salários. "À frente dos direitos dos jogadores e dos clubes estão os 
legítimos interesses das federações e das ligas numa competição aberta e financeiramente viável ", afirmou. "Os limites salariais, se introduzidos, devem estabilizar a competição e não limitá-la."

E acrescenta que os adeptos não entendem por que "um jogador que ganha 15 milhões de euros por ano não fique satisfeito se lhe oferecem uma renovação por 19,5 milhões". Não quis especificar se estava a falar de David Alaba, jogador que não aceitou renovar com o Bayern e acabou por assinar, a custo zero, com o Real Madrid...
Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Bayern Munique

Notícias

Notícias Mais Vistas