Federação alemã sugere reflexão para a adoção de um teto salarial no futebol

Bundesliga regressou no passado sábado, após dois meses de suspensão devido ao coronavírus

A Federação Alemã de Futebol (DFB) sugeriu esta terça-feira uma reflexão para a adoção de um teto salarial nas ligas europeias, como parte de um conjunto de propostas destinadas a melhorar a sustentabilidade e a aceitação pela sociedade.

"É preciso aproximar novamente o futebol das pessoas. Temos que refletir sobre um teto salarial no futebol", defendeu o presidente da DFB, Fritz Keller, num comunicado divulgado no sítio da organização.

Fritz Keller adianta ainda que irá conversar com o presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, e com os parceiros europeus sobre uma reforma das regras do 'fair-play' financeiro.

De acordo com Fritz Keller, "é necessário encontrar uma solução em conformidade com o direito comunitário e que possa também ser aplicada no Reino Unido", que desde 31 de janeiro deixou de ser um estado-membro da União Europeia.

O dirigente alemão aponta ainda o problema das "quantias horrendas" que recebem os intermediários nas transferências dos jogadores e que geram irritação na sociedade que, diz ele, "se afasta gradualmente da modalidade".

Outro ponto abordado por Fritz Keller é o da necessidade de se pensar a longo prazo e não temporada a temporada, a fim de dar maior sustentabilidade aos projetos desportivos.

As recomendações são formuladas tendo como base as reflexões que a crise do novo coronavírus provocou no setor e o regresso da 'Bundesliga', à porta fechada, durante a pandemia, o que gerou críticas de vários setores.

Fritz Keller propõe usar a infraestrutura da DFB, com 25 mil clubes filiados e sete milhões de membros, para realizar testes em massa à covid-19 e, assim, contribuir para a luta contra a pandemia.

"Estamos a lutar contra um vírus perigoso e acho que o futebol tem uma responsabilidade. A realização de testes em massa e preventivos pode ser uma contribuição enquanto se procura uma vacina", disse.

Os campeonatos de futebol de França, Países Baixos, Bélgica e Escócia foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição, com fortes restrições, como sucede em Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da Liga previsto para 4 de junho, depois de a Liga alemã ter sido retomada no sábado.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Alemanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.