Bartra revoltado

Ex-Dortmund reagiu à tarja da claque do Schalke a pedir libertação do autor do atentado em 2017

• Foto: EPA

Principal vítima no atentado ao autocarro do Borussia Dortmund, a 11 de abril de 2017, Marc Bartra expressou a sua revolta e indignação nas redes sociais depois de ver uma tarja da claque do Schalke 04 a pedir a libertação de Sergei W., o homem responsável pela colocação da bomba, condenado a 14 anos de prisão.

"Intolerável, inaceitável e triste. Espero que as autoridades competentes tomem as medidas adequadas. Uma coisa é rivalidade no futebol, outra é pedir liberdade para alguém que brincou com a vida de 28 pessoas", escreveu o defesa espanhol, agora companheiro de William Carvalho no Betis, depois do jogo que ditou a derrota do Borussia Dortmund (2-4) no dérbi de Ruhr.

Para além de Bartra, ficou ainda ferido um polícia alemão quando três explosões atingiram o autocarro da equipa onde joga Raphaël Guerreiro ao deixar um hotel da cidade de Dortmund, para o jogo no Signal Iduna Park contra o Monaco, a contar para a Liga dos Campeões.

Em dezembro, quando o Borussia Dortmund visitou o Schalke 04, na primeira volta da Bundesliga, foi exibida uma tarja semelhante pelos ultras do clube de Gelsenkirchen, na altura, a pedir "a morte" dos vizinhos e rivais.

Este comportamento dos adeptos pode levar a federação alemã a agir disciplinarmente, impondo uma sanção ao Schalke.

Por Aurélio de Macedo
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Alemanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0