CEO do Dortmund: «Preferia ir pedinchar para debaixo da ponte do que ir fazê-lo ao Bayern»

Hans-Joachim Watzke negou ter ido pedir ajuda financeira ao rival, em 2003

• Foto: EPA

Hans-Joachim Watzke, CEO do Borussia Dortmund, lembrou a altura em que o Bayern Munique ajudou o clube auri-negro quando se encontrava perto da falência, em 2003, negando ter ido "pedinchar" ao eterno rival por ajuda financeira. 

"Para mim, foi surpreendente que esse tema tenha vindo à baila quando fomos campeões da Bundesliga. Quiseram criar a imagem de que eu fui pedir dinheiro ao Bayern, mas preferia ir pedinchar debaixo da ponte do que ir fazê-lo ao nosso maior rival. Não havia humilhação maior neste mundo", afirmou o CEO do Borussia Dortmund, através da sua autobiografia.

Em 2012, altura em que o Borussia Dortmund conquistou o bicampeonato alemão, este foi um dos assuntos que mais circulou pela imprensa daquele país, com o próprio presidente dos bávaros, Uli Hoeness, a vir à 'praça pública' confirmar os factos.

"Em 2003, quando viram que nem os salários conseguiam pagar e nós emprestamos-lhes dois milhões de euros sem garantias de retorno", referiu o líder do Bayern Munique, na altura.

Por Sérgio Magalhães
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Alemanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0